quinta-feira, 22 de setembro de 2016

Declaração de estudante sobre pai semianalfabeto viraliza na web



"Saber escrever direito não é inteligência, é privilégio", disse Micarla Lins, estudante da UFRJ"

Um desabafo cheio de amor escrito e publicado no Facebook por uma estudante de 21 anos da Universidade Federal do Rio de Janeiro vem comovendo milhares de internautas. Micarla Lins fez um post na última terça-feira (20) no qual ela fala sobre o pai semianalfabeto.

A estudante decidiu escrever o texto após receber uma mensagem enviada pelo pai dela via smartphone, na qual ele pediu desculpas por não saber escrever. Ao ler o esforço do pai na comunicação com ela, Micarla respondeu um “eu te amo”.

“Saber escrever direito não é inteligência, é privilégio”, diz parte do texto postado pela universitária. Na manhã desta quinta-feira (22), a publicação já somava quase 36 mil compartilhamentos.

“Vi o compartilhamento de uma mensagem de uma pessoa dizendo que saber ler não é inteligência, é privilégio. Acabei me lembrando de algumas situações de preconceito vividas por meu pai e resolvi publicar uma mensagem que ele me mandou pedindo desculpas por não saber escrever. Não esperava que fosse ter tanta repercussão”, contou Micarla em entrevista ao G1.

Confira o texto postado por Micarla e, logo mais abaixo, a publicação original.

Hoje li a seguinte frase: ” Saber escrever direito não é inteligência, é privilégio. ” e isso me fez relembrar da seguinte conversa com meu pai, acho que nunca chorei tanto na vida quando recebi um pedido de desculpas dele por não saber escrever, meu pai não teve uma vida nada fácil hoje em dia ele só sabe ler, mas não sabe escrever quase nada e isso me faz lembrar de todas as vezes que ouço piadas por coisas que estão escritas de maneira “errada” quantas vezes você já dispôs a ler pra alguém? Quantas vezes você já se ofereceu pra ensinar alguém a escrever? Então ao invés de acharem graça toda vez que virem algo escrito errado se lembrem de um pai pedindo perdão a filha por não conseguir falar com ela pois não sabe escrever. Que eu consiga usar do meu privilégio pro meu pai não precisar passar por esse tipo de piada. To cansada já tá na hora de vocês aceitarem que nem todo mundo tem as mesmas oportunidades.

quarta-feira, 21 de setembro de 2016

Empresas investigadas dão prejuízo de R$ 20 bilhões à Petrobras


Contratos das seis empreiteiras acusadas de cartel e corrupção na Operação Lava Jato são suspeitos de terem dado prejuízo de R$ 20 bilhões para os cofres da Petrobras entre 2004 e 2014.
Estes valores são uma estimativa calculada por peritos da Polícia Federal, e aparecem no laudo anexado à denúncia contra o ex-presidente Lula, que será analisado pelo juiz Sérgio Moro, de acordo com o blog do Fausto Macedo no Estadão.
As empresas envolvidas pagaram por palestras, fizeram doações ao Instituto Lula ou custearem bens e benefícios pessoais ao ex-presidente.
Estima-se que R$ 3 bilhões do valor total são referentes a pagamentos de propinas das seis empreiteiras. A acusação do Ministério Público aponta Lula como o “comandante” do esquema, sob o controle do PT, PMDB e PP.
“Considerando que em ambiente cartelizado a competitividade fica praticamente descartada, estima-se que os percentuais de lucros excessivos aplicados pelas empreiteiras cartelizadas possam ter variado entre o mínimo de 3%, correspondente aos valores repassados a partidos e políticos e aos ex-funcionários da Petrobrás, podendo chegar a até 20%, limite superior aceito em grande parte dos contratos firmados”, explicam os peritos Audrey Jones de Souza, Raphael Borges Mendes e Jefferson Ribeiro Braga.

terça-feira, 20 de setembro de 2016

PF faz busca em empresa que gerencia carreira de Wesley Safadão.


A Polícia Federal (PF) cumpriu um mandado de busca e apreensão na empresa AudioMix, em Goiânia, na manhã desta terça-feira, 20. A ação é parte da operação Maus Caminhos, da PF do Amazonas, que visa desarticular uma organização criminosa que teria desviado cerca de R$ 112 milhões do Fundo Estadual de Saúde do Amazonas.
Também é alvo de busca a casa do dono da AudioMix, Marcos Araújo. Segundo a PF, a empresa era utilizada pelo alvo principal do esquema desarticulado pela Maus Caminhos, o empresário Mohamad Mustafa, para lavar dinheiro oriundo dos desvios milionários da área de Saúde do Amazonas.
A AudioMix é uma empresa especializada no gerenciamento da carreiras de grandes nomes da música pop e sertaneja no Brasil. Entre eles, Wesley Safadão, Jorge e Mateus, Guilherme e Santiago, Israel Novaes e outros. "Com sede na cidade de Goiânia (GO), que é considerada o berço da música sertaneja, a AudioMix conta com empresas coirmãs, abrangendo praticamente todas as áreas do show business, permitindo a realização de serviços especializados e direcionados ao perfil de cada um dos artistas. As empresas coirmãs são: AudioMix Eventos, AudioMix Digital, AudioMix Records, Grantur e Tic Mix, todas voltadas ao segmento artístico, facilitando o atendimento junto a parceiros e contratantes de shows", diz o site da empresa.
"AudioMix é uma empresa goiana que trabalha com produção, planejamento, marketing, vendas, gestão de carreira e realização de shows no Brasil e no exterior. O sonho de Marcos Araujo, o 'Marquinhos' como é conhecido no show business, começou a se concretizar no ano de 2000, quando o empresário idealizou este projeto e colocou em pratica suas ideias arrojadas e inovadoras, o que fez se destacar no mercado, por isso hoje a Audio Mix é considerada a maior empresa de gerenciamento artístico na música brasileira", completa o site oficial da empresa.
A Maus Caminhos cumpre 13 mandados de prisão preventiva, 04 mandados de prisão temporária, 03 conduções coercitivas, 41 mandados de busca e apreensão, 24 mandados de bloqueios de contas de pessoas físicas e jurídicas (aproximadamente R$ 30 milhões), 31 mandados de sequestro de bens móveis e imóveis (aproximadamente R$ 50 milhões), todos expedidos pela Justiça Federal do Amazonas.
Por meio de uma entidade social sem fins lucrativos, o Instituto Novos Caminhos (INC), o grupo driblava os procedimentos licitatórios do setor de Saúde estadual e contratava empresas prestadoras de serviços utilizadas para desviar valores a serem investidos no atendimento à população.
A reportagem entrou em contato com a AudioMix, mas ainda não havia obtido, até às 10h30 desta terça-feira, uma posição da empresa. Com informações do Estadão Conteúdo.

PF investiga desvios de mais de R$ 100 mi de recursos do SUS


Com objetivo de desarticular uma organização criminosa que desviava recursos do Sistema Único de Saúde (SUS) no Amazonas, a Polícia Federal deflagrou na manhã de hoje (20) a Operação Maus Caminhos. De acordo com as investigações, agentes públicos e empresários estão envolvidos em fraudes que somam mais de R$ 110 milhões.
Os policiais estão cumprindo 13 mandados de prisão preventiva, quatro mandados de prisões temporárias, três mandados de condução coercitiva, 40 mandados de busca e apreensão, 24 de bloqueios de bens e 30 de sequestro de bens.
As ações ocorrem em residências e empresas na cidade de Manaus, Itacoatiara e Tabatinga, além das capitais Belo Horizonte, Brasília, Goiânia e São Paulo. Participam da operação 185 agentes federais, 36 auditores do Ministério da Transparência (CGU) e 50 auditores da Receita Federal.
A investigação teve início quando a CGU analisou uma concentração atípica de repasses do Fundo Estadual de Saúde à organização social Instituto Novos Caminhos (INC). “De abril de 2014 a dezembro de 2015, a entidade recebeu mais de R$ 276 milhões para administrar duas unidades de Pronto Atendimento (UPAs) em Manaus e Tabatinga e um centro de reabilitação para dependentes químicos, no município de Rio Preto da Evaz”.
Entre maio e agosto deste ano, os auditores verificaram também que os principais fornecedores do INC, empresas administradas por um mesmo grupo de pessoas ligadas ao esquema criminoso, receberam pagamentos por serviços não prestados, indevidos e superfaturados. As fraudes envolvem ainda, além dos serviços médicos e de administração, a prestação dos serviços auxiliares de saúde, como lavanderia, limpeza, refeições hospitalares e portaria.
A reportagem entrou em contato com o Instituto Novos Caminhos, mas até a publicação desta reportagem não obteve resposta. Com informações da Agência Brasil.

Despesa milionária com equipe de Dilma é mantida.


O montante de R$ 1 milhão se refere a um benefício autorizado pela Comissão de Ética da Presidência da República, a quarentena, em que ex-funcionários continuam recebendo salário por um período de seis meses.
Prevista na legislação brasileira desde 2000 e alterada em 2013, a quarentena impede que ex-integrantes da Administração Pública Federal trabalhem na iniciativa privada por terem acesso a informações privilegiadas.
A quarentena é paga atualmente a um número recorde de 91 ex-servidores públicos, sendo que 47 deles atuaram na gestão de Dilma, de acordo com o Portal IG.
De acordo com a Comissão de Ética da Presidência, o que alavancou o número de beneficiários, além do impeachment, foi a ampliação do rol de autoridades com direito à quarentena para funcionários de confiança e presidentes, vices e diretores de autarquias, fundações e empresas públicas ou sociedades de economia mista.

segunda-feira, 19 de setembro de 2016

Imprudência no trânsito de Itaituba continua matando.


Na madrugada deste domingo (18), por volta das 5h30, o trânsito registrou mais um acidente com morte em Itaituba. Pelo menos um dos condutores das motos envolvidas, Rafael Alves da Silva, estava com sinais de ingerir bebida alcoólica e trafegava com dois passageiros na garupa, sendo apresentado na 19ª Seccional de Itaituba pela prática de crime de transito. O outro condutor, Iago Cerqueira de Sousa, foi socorrido pelos Bombeiros e encaminhado ao HMI. Duas jovens, Gessica Assunção Moraes e outra de pré nome Carol também foram levados para emergência do HMI. Já Rômulo Murilo da Silva Sousa, infelizmente, morreu no local do acidente, sendo encaminhado para o IML.



segunda-feira, 29 de agosto de 2016

Idoso é assassinado com 14 facadas.

Um homem de 67 anos foi atacado a facadas quando almoçava do lado de fora da casa em que morava, em Mosqueiro, distrito de Belém (Foto: Celso Rodrigues)
“Silvio, me ajuda! Silvio, tentaram me assaltar, não deixa eu morrer”, contou com lágrimas nos olhos Silvio da Silva de 34 anos que viu o vizinho, Martins de Sousa Brito, de 67 anos, morrer. O idoso foi assassinado com 14 facadas, do lado de fora da casa onde morava. Ele chegou a correr 200 metros para pedir ajuda, mas não resistiu e morreu. O caso aconteceu na comunidade Fazendinha Baía do Sol, na praia da Baía do Sol, distrito de Mosqueiro, ontem de tarde.
O crime brutal deixou os moradores do local comovidos. Eles tinham boa convivência com o idoso, e por estarem em uma pequena comunidade cheia de belezas naturais, todos se conhecem no local. “Aqui é um lugar muito pacato, ele se dava bem com todo mundo, era uma ótima pessoa, ótimo vizinho, isso foi muita crueldade. Era alguém que nunca fez mal para ninguém”, falou, chorando, uma vizinha que pediu para não se identificar.
De acordo com o Sargento PM S. Pereira, do 25º Batalhão de Polícia Militar (BPM), 16ª Área Integrada de Segurança Pública (Aisp), o idoso morava sozinho em uma humilde casa de madeira. Ontem por volta das 12h30, Martins estava do lado de fora da casa almoçando quando foi atacado, possivelmente por 2 pessoas. “Da casa dele, acreditamos que nada foi levado. Ele ainda conseguiu correr de casa por cerca de 200 metros pedindo ajuda a um vizinho e dizendo que tentaram assaltá-lo”, explicou.
Segundo Silvio, o idoso correu de casa para pedir ajuda e ao ouvir seu nome, viu que o vizinho estava desesperado. O idoso ainda sobreviveu por cerca de 30 minutos, sem socorro médico. “Chamamos uma ambulância do posto de saúde, mas eles demoraram muito, enquanto isso eu pedia calma para ele porque ele tava muito ofegante. Depois chegou um vizinho nosso que é enfermeiro e ficou monitorando o pulso dele, mas já estava muito fraco. fizemos de tudo para mantê-lo vivo”, contou o vizinho que mora no local há 36 anos e conhecia Martins há 2. “Nunca aconteceu um crime desse aqui, todo mundo se conhece, foi muita barbaridade”, continuou.
Vítima deveria receber aposentadoria mas não sacou o dinheiro
De acordo com o perito criminal Rodrigo Ivanildo Rodrigues, o idoso levou 14 golpes de faca no peito, barriga e costas. A perícia também foi até a casa da vítima. Havia sangue pela residência e indícios de luta corporal. “No corpo dele não havia sinais de luta, porque não havia lesões nas mãos e braços, do ato de tentar se defender, mas na residência havia indícios de luta”, explicou Rodrigo Rodrigues.
Ainda segundo ele, o idoso deveria receber o benefício da aposentadoria na última sexta-feira (26), no entanto, não sacou o dinheiro. Até o momento nenhum envolvido no crime foi identificado.

Quatro são presos após assalto com reféns.


Funcionários e clientes de uma locadora de veículos localizada no bairro Nova Olinda, no município de Castanhal, no nordeste paraense, foram feitos reféns por quatro suspeitos nesta segunda-feira (29) durante uma tentativa de assalto.
Dois suspeitos conseguiram fugir do local do crime antes da chegada da polícia, levando dinheiro e pertences das vítimas, mas foram capturados nas proximidades.
Já os outros dois, que mantiveram os reféns dentro da locadora, se entregaram após horas de negociações com a polícia.
O quarteto foi encaminhado para a Delegacia de Castanhal, onde prestam depoimento.
(DOL com informações de Alcides Junior)