segunda-feira, 29 de agosto de 2016

Idoso é assassinado com 14 facadas.

Um homem de 67 anos foi atacado a facadas quando almoçava do lado de fora da casa em que morava, em Mosqueiro, distrito de Belém (Foto: Celso Rodrigues)
“Silvio, me ajuda! Silvio, tentaram me assaltar, não deixa eu morrer”, contou com lágrimas nos olhos Silvio da Silva de 34 anos que viu o vizinho, Martins de Sousa Brito, de 67 anos, morrer. O idoso foi assassinado com 14 facadas, do lado de fora da casa onde morava. Ele chegou a correr 200 metros para pedir ajuda, mas não resistiu e morreu. O caso aconteceu na comunidade Fazendinha Baía do Sol, na praia da Baía do Sol, distrito de Mosqueiro, ontem de tarde.
O crime brutal deixou os moradores do local comovidos. Eles tinham boa convivência com o idoso, e por estarem em uma pequena comunidade cheia de belezas naturais, todos se conhecem no local. “Aqui é um lugar muito pacato, ele se dava bem com todo mundo, era uma ótima pessoa, ótimo vizinho, isso foi muita crueldade. Era alguém que nunca fez mal para ninguém”, falou, chorando, uma vizinha que pediu para não se identificar.
De acordo com o Sargento PM S. Pereira, do 25º Batalhão de Polícia Militar (BPM), 16ª Área Integrada de Segurança Pública (Aisp), o idoso morava sozinho em uma humilde casa de madeira. Ontem por volta das 12h30, Martins estava do lado de fora da casa almoçando quando foi atacado, possivelmente por 2 pessoas. “Da casa dele, acreditamos que nada foi levado. Ele ainda conseguiu correr de casa por cerca de 200 metros pedindo ajuda a um vizinho e dizendo que tentaram assaltá-lo”, explicou.
Segundo Silvio, o idoso correu de casa para pedir ajuda e ao ouvir seu nome, viu que o vizinho estava desesperado. O idoso ainda sobreviveu por cerca de 30 minutos, sem socorro médico. “Chamamos uma ambulância do posto de saúde, mas eles demoraram muito, enquanto isso eu pedia calma para ele porque ele tava muito ofegante. Depois chegou um vizinho nosso que é enfermeiro e ficou monitorando o pulso dele, mas já estava muito fraco. fizemos de tudo para mantê-lo vivo”, contou o vizinho que mora no local há 36 anos e conhecia Martins há 2. “Nunca aconteceu um crime desse aqui, todo mundo se conhece, foi muita barbaridade”, continuou.
Vítima deveria receber aposentadoria mas não sacou o dinheiro
De acordo com o perito criminal Rodrigo Ivanildo Rodrigues, o idoso levou 14 golpes de faca no peito, barriga e costas. A perícia também foi até a casa da vítima. Havia sangue pela residência e indícios de luta corporal. “No corpo dele não havia sinais de luta, porque não havia lesões nas mãos e braços, do ato de tentar se defender, mas na residência havia indícios de luta”, explicou Rodrigo Rodrigues.
Ainda segundo ele, o idoso deveria receber o benefício da aposentadoria na última sexta-feira (26), no entanto, não sacou o dinheiro. Até o momento nenhum envolvido no crime foi identificado.

0 comentários:

Postar um comentário

Total de visualizações

Pesquisar este blog

Popular Posts

Justiça Eleitoral NÃO APROVA as contas de Valmir da Integral da campanha de 2016

Ex-prefeito usou "salários" de servidores na sua campanha de 2016 e tem as contas desaprovadas Condenação pode deixar VALMIR ...

Contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Receba as Notícias em Seu Email